Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - quinta-feira, 20 de junho de 2024

Um dos maiores porta-aviões do mundo está de volta ao Rio. Viaja com 5 mil tripulantes e seus caças realizam manobras, inclusive pousos de emergência, antes de seguir para o sul, e depois para o Japão

Terça 21/05/24 - 7h02

O superporta-aviões USS George Washington voltou às águas territoriais brasileiras para a operação Southern Seas 2024, sua terceira missão na América Latina e no Caribe, antes de seguir para o Japão em setembro ou outubro.

Navegando desde 1992, o porta-aviões a propulsão nuclear foi o primeiro do tipo estacionado permanentemente fora dos EUA a partir de 2008.

Em 2017, retornou a Norfolk, Virgínia, para reabastecimento e revisão, concluídos em 2023 a um custo de US$ 2,8 bilhões.

Medindo 330 metros de comprimento e deslocando 110 mil toneladas, o USS George Washington tem capacidade para cerca de 5 mil tripulantes.

Equipado com dois reatores nucleares, ele alimenta quatro hélices, elevadores, catapultas e cabos de retenção, além de transportar cerca de 90 aviões e helicópteros.

A última visita ao Brasil foi em 2015, durante a operação Unitas.

Agora, a operação Southern Seas 2024 inclui exercícios com forças marítimas de países parceiros, como Argentina, Chile, Colômbia e Peru, com visitas a portos em Rio de Janeiro, Valparaíso e El Callao.

Cerca de dez oficiais brasileiros estão a bordo, incluindo o comandante Emanuel Ramos Ferreira e o capitão de corveta Rodrigo Silva.

A operação visa melhorar a interoperabilidade e fortalecer parcerias marítimas.

Os mais avançados caças dos Estados Unidos viajam a bordo e foram vistos nos céus do Rio, inclusive simulando pousos forçados verticais.






Você chegou ao limite do GPT-4o. Novas respostas usarão o GPT-3.5 até que o seu limit


***

✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais