Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - quinta-feira, 20 de junho de 2024

Polícia Civil prende líder religioso em cidade do Norte de Minas: "... foi indiciado por estupro de vulnerável e por aliciamento e armazenamento de cenas pornográficas de crianças"

Sexta 07/06/24 - 9h15

Divulgado pela Polícia Civil, às 19h25mm de 6 de junho:

Norte de Minas: preso suspeito de crimes sexuais contra adolescentes

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu preventivamente, na manhã desta quinta-feira (6/6), em Porteirinha, região Norte do estado, um homem, de 28 anos, investigado por estupro de vulnerável, aliciamento e armazenamento de cenas pornográficas de crianças.

Os crimes tiveram como vítimas duas adolescentes, de 13 anos, no município de Pai Pedro. O suspeito atuava como líder religioso na cidade.

A investigação da Polícia Civil teve início após o pai de uma das vítimas denunciar o abuso na Delegacia em Manga.

Sobre os fatos, ele contou que sua filha estava apresentando um comportamento diferente e parecia estar escondendo algo no celular.

Segundo relato do pai, a adolescente confessou que estava se relacionando com um homem mais velho e teria enviado para ele fotos e vídeos de cunho sexual.

Durante o depoimento especial, a vítima confirmou que de fato havia enviado esse tipo de material ao investigado.

A adolescente disse, ainda, que o homem sempre solicitava novos conteúdos e mantinha com ela conversas de natureza sexual.

Depois, conforme relatou, a vitima informou que por mais de uma vez o suspeito a teria levado para um local afastado, onde iniciaram relações sexuais.

A garota disse também que não sabia exatamente por que estava fazendo isso, mas, se não o fizesse, ele ficava nervoso e parava de conversar com ela.

Com o avanço das investigações, os policiais civis descobriram que o homem estaria enviando mensagens para uma outra adolescente.

A vítima compareceu até a delegacia e prestou informações semelhantes ao relato da primeira menina.

Ela contou que o suspeito elogiava seu corpo e mandava mensagens com conotação sexual, inclusive, teria iniciado conversas no sentido de se encontrarem. Contudo, a adolescente o teria bloqueado depois que ele pediu para que lhe enviasse vídeos íntimos.

Responsável pela investigação, o delegado Thiago Pinheiro informa que, após concluir os levantamentos, o suspeito foi indiciado por estupro de vulnerável e por aliciamento e armazenamento de cenas pornográficas de crianças. “Em análise aos fatos relatados pela segunda vítima, nesse caso, restou comprovada a tentativa do cometimento do crime, portanto ele foi indiciado pelo crime consumado e pela tentativa também ”, explica.

O suspeito encontra-se no sistema prisional à disposição da Justiça.


***


Jornal O Tempo, de BH:

Líder religioso é preso por crimes sexuais contra adolescentes em MG

Vítimas são duas adolescentes de 13 anos

Um homem de 28 anos, que seria líder religioso, foi preso nessa quinta-feira (6 de junho) na cidade de Porteirinha, no Norte de Minas, pela Polícia Civil. Ele é suspeito de estupro de vulnerável, aliciamento e armazenamento de cenas pornográficas de crianças. As vítimas são duas adolescentes de 13 anos que moram na cidade de Pai Pedro, também no Norte do Estado.

A investigação da Polícia Civil começou após o pai de uma das vítimas denunciar o abuso em uma delegacia. Ele contou que a filha apresentava “comportamento diferente” e parecia esconder algo no celular. Segundo relato do pai, a adolescente confessou que se relacionava com um homem mais velho e teria enviado para ele fotos e vídeos de cunho sexual.

Durante depoimento, a adolescente confirmou que enviou esse tipo de material ao investigado. Ela contou que o homem sempre solicitava novos conteúdos e mantinha com ela conversas de natureza sexual. A vítima informou que, por mais de uma vez, o suspeito a teria levado para um local afastado, onde mantinham relações sexuais. A garota disse também que não sabia o motivo pelo qual fazia aquilo, mas, se não o fizesse, o homem ficava nervoso e parava de conversar com ela.

Com o avanço das investigações, os policiais civis descobriram que o suspeito estaria enviando mensagens para outra adolescente. A vítima compareceu até a delegacia e prestou informações semelhantes ao relato da primeira menina. Ela contou que o suspeito elogiava seu corpo e mandava mensagens com conotação sexual, inclusive, teria iniciado conversas no sentido de se encontrarem. Contudo, a adolescente o teria bloqueado depois que ele pediu para ela enviar vídeos íntimos.

O delegado Thiago Pinheiro, responsável pela investigação, disse que o homem foi indiciado por estupro de vulnerável e por aliciamento e armazenamento de cenas pornográficas de crianças. “Em análise aos fatos relatados pela segunda vítima, nesse caso, restou comprovada a tentativa do cometimento do crime, portanto ele foi indiciado pelo crime consumado e pela tentativa também”, explica.


***


✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais